Connect with us

Cidades

Alagoas é destaque na 5ª Mostra de Experiências no SUS do Norte e Nordeste do Brasil 2017

Published

on

Arapiraca fica entre outros municípios de dez estados da federação brasileira; Bahia leva seis indicações e Rio Grande do Norte duas

 

andersonO trabalho da educadora física Michelly Karla de Brito Leite do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf) do município de Arapiraca, Alagoas, ficou entre os dez indicados para publicação na próxima edição da revista Organização Pan-Americana da Saúde (Opas).  A apresentação ocorreu na última quinta-feira (4) na 5ª Mostra de Experiências no SUS das Regiões Norte e Nordeste do Brasil 2017 do 5º Congresso Norte Nordeste de Secretarias Municipais de Saúde que se deu no 6º Congresso dos Secretários Municipais de Saúde da Bahia, que aconteceu no Centro de Convenções e Eventos de Porto Seguro.

Vale ressaltar que a autora do trabalho vencedor de Arapiraca com o título “Os desafios da integração ensino-serviço-comunidade em um grupo do PET Saúde GraduaSUS no município” também concorreu com outro intituladoNúcleo de Apoio à Saúde da Família: Intervenções Práticas na Integralidade da Atenção ao Tabagista.

De acordo com Michelly, a indicação desse trabalho para publicação é fruto do amor, dedicação e comprometimento que somente foi possível graças aos tutores, preceptores do SUS (profissionais de saúde) e os acadêmicos. “Todos juntos e desenvolvendo ações que contemplem as necessidades dos nossos usuários do SUS e enriqueçam os nossos alunos com vivências inovadoras. Tudo isso reafirma o nosso reconhecimento profissional e a nossa importância dentro do serviço”, destacou.

Segundo ela, o resultado revela que um município com profissionais competentes, capacitados, comprometidos e que trabalham com amor pode melhorar os seus indicadores.


Continua depois da Publicidade

Outro trabalho apresentado no Congresso foi o da psicóloga Girlenne Albuquerque Rocha, cuja autoria é também da assistente social Janiele Silva Barbosa, intitulado “A importância da participação ativa do pai ou figura paterna no processo de desenvolvimento cognitivo e emocional das crianças durante a primeira infância”.

O farmacêutico Lindelmo Ferreira também de Arapiraca apresentou o trabalho sobre “Núcleo de apoio à saúde da família: “Mecanismos estratégicos para avaliação e adaptação ao uso racional de medicamentos”. Em Alagoas, concorreram ainda à premiação Zilda Arns para os melhores trabalhos científicos apresentados durante o evento o trabalho de Anderson Rafael da Silva e Girlenne Albuquerque Rocha, do município de Belém, intitulado “A importância dos espaços lúdicos para a interação entre mãe, pai e filho durante os atendimentos das crianças na unidade básica de saúde”.

Os demais Estados da federação que tiveram indicações de trabalho para publicação na revista da Opas foram Bahia (com seis indicações), Rio Grande do Norte (com duas); e o Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte,  Sergipe e Tocantins, cada um com uma indicação. A banca examinadora foi composta por representantes da Escola Estadual de Saúde Pública da Bahia e do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde.

O primeiro lugar da região Nordeste – que ganhou a premiação. Zilda Arns para os melhores trabalhos científicos – foi o Rio Grande do Norte com o trabalho de Ângela Wilma Rocha sobre “Nasf no AEE: Aprendendo que na diferença somos todos iguais”. A primeira colocação do Norte foi para Yatha Pereira Maciel do Tocantins com o trabalho “Agentes da Alegria: prevenção, arte e terapia”.

fonte: AMA – Associação dos Municípios Alagoanos


Continua depois da Publicidade

Bombando