Connect with us

Geral

Beto denuncia Prefeitura e Câmara de Flexeiras por nepotismo

Published

on

O Empresário Roberto Magalhães, o Beto do Supermercado, formalizou uma denuncia no Ministério Público do Estado onde relata a prática de nepotismo nos quadros de funcionários comissionados da administração pública do município de Flexerias. Ao 40graus, Beto relatou a prática aberta do crime dentro da Prefeitura.

Na denuncia, Beto relata a nomeação da ex-prefeita Silvana Cavalcante para o cargo de Chefe de Gabinete, Silvana é sobrinha da Prefeita Maria Isabel, conhecida popularmente por Dona Isa. Em outro ponto, é relatado a nomeação do senhor José Eliezer da Costa para o cargo de controlador interno, Eliezer é irmão da Prefeita.

No documento enviado ao Promotor Paulo Barbosa, consta também as nomeações de Antônio Claudino da Costa Souza, irmão da Prefeita, para o comando da Secretaria de Infraestrutura, Maria Cavalcante da Costa, sobrinha, para a Secretaria de Meio Ambiente, e Marco Antônio Cavalcante da Costa, sobrinho da Prefeita e tio do vice, este último, no comando da Secretaria de Administração.


Continua depois da Publicidade

A Câmara de Vereadores também foi alvo da denuncia de Beto, onde ele relata nepotismo claro na nomeação de Andressa Maria Lins Magalhães para o cargo de diretora.

Ele finaliza o documento cobrando medidas urgentes por parte do promotor com base na lei 9421 / 97, que proíbe a nomeação de parentes próximo a cargos de confiança no âmbito da administração pública, usando também como base o artigo 37 da constituição, que dispõe sobre a moralidade dentro do serviço público.

“Lamentavelmente a administração pública municipal parece agir em desconformidade com a constituição, e com os princípios que regem a administração pública, ao haver indícios de que há em seu quadro de servidores comissionados que tem parentescos com a chefe do executivo, vice-prefeito e nepotismo cruzado com o legislativo, o que merece urgente atenção do Ministério Público, já que poderá haver responsabilização cível, administrativa e penal no case de confirmação dos casos de parentes nomeados para cargos de confiança ou em comissão”, relata Beto.


Continua depois da Publicidade

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bombando