Connect with us

Hi, what are you looking for?

40graus

Geral

Bolsonaro: Congresso não pode desidratar muito a Previdência

Bolsonaro espera economia de R$ 1,1 tri com reforma

Bolsonaro espera economia de R$ 1,1 tri com reforma
Marcos Corrêa/Presidência da República – 25.04.2019

O presidente Jair Bolsonaro reafirmou, neste sábado (27), que espera uma economia de R$ 1,1 trilhão, em dez anos, com a Reforma da Previdência. No entanto, admitiu que o Congresso Nacional deverá fazer alterações no texto, o que deve reduzir a economia do governo. 

“A equipe econômica pretende uma economia de R$ 1,1 trilhão. A gente sabe, porém, que o Parlamento vai mexer, tem sinalizações nesse sentido e [o texto] vai ser desidratado. Só não podem desidratar muito”, disse.

Para o presidente, uma poupança menor que isso já é preocupante. “Vai ser uma reforma que vai apenas retardar, como diz o ministro Paulo Guedes, aquela anterior. […] Se conseguir R$ 800 bilhões, como falei, é um número que já nos preocupa. A gente espera que não abaixe disso de jeito nenhum”, completou. 


Continua depois da Publicidade

Articulação com o Congresso

Questionado se faria a articulação política dentro do Congresso pela aprovação da reforma, Bolsonaro disse que vai se encontrar com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, a quem agradeceu pelo trabalho que fez pela admissibilidade do texto na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça).

“Ao contrário do que muitos dizem, não tenho nada contra o Rodrigo Maia, muito pelo contrário e ele sabe disso. Acima de nós dois, está o Brasil e nós, juntos, podemos mudar o destino do Brasil”.

Bolsonaro afirmou que pretende ter uma conversa particular com o presidente da Câmara. “Com toda a certeza, ele vai aceitar essa conversa porque temos uma chance ímpar, eu e ele, duas pessoas. O país está envolvido e estamos à frente do Executivo e do Legislativo e podemos fazer história no Brasil”, encerrou.

“Bebida é proibida na cadeia”

Na manhã deste sábado, Bolsonaro também retrucou a declaração do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, de que o Brasil é governado por um “bando de maluco” atualmente.

Em entrevista à Record TV, o presidente disse que achava que “bebida era proibida na cadeia”. Assista ao vídeo abaixo:

Source: R7


Continua depois da Publicidade

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Futebol

Nesta terça-feira, o CSA venceu o Moto Club por 2 a 0, no Rei Pelé, em jogo de volta válido pela Pré-Copa do Nordeste....

Futebol

A Ponte Preta venceu o CRB por 3 a 1, na noite deste domingo, no Moisés Lucarelli, pela Série B. Mesmo com a vitória,...

Futebol

Pela 37ª rodada da Série B, a equipe do CSA recebeu o Brasil de Pelotas, nesta sexta-feira, no estádio Rei Pelé. As duas equipes...

Futebol

This website uses cookies to improve your experience while you navigate through the website. Out of these cookies, the cookies that are categorized as...