Connect with us

Cidades

Dia de feira em São José da Tapera repete cenas da metade do século 20

Published

on

Caminhão pau-de-arara ainda é usado para o transporte de pessoas, alimentos e animais entre a zona rural e a cidade em dia de feira – Foto: Diego Barros

Caminhão pau-de-arara ainda é usado para o transporte de pessoas, alimentos e animais entre a zona rural e a cidade em dia de feira – Foto: Diego Barros

Algumas situações que podem ser percebidas nas manhãs de sábado em São José da Tapera, no Sertão alagoano, já ocorriam na região entre as décadas de 1950 e 1960. Uma delas é o transporte de pessoas, alimentos e animais – tudo junto – em caminhões paus-de-arara.

Os veículos são usados principalmente para transportar pessoas que vivem na zona rural e precisam chegar à cidade para fazer a feira da semana ou então vender algum produto, receber dinheiro, pagar contas, entre outros afazeres.


Continua depois da Publicidade

Além dos caminhões, ainda são usadas as famosas caminhonetes, entre elas as “D-10” – modelo da Chevrolet que está no Brasil desde os anos 1970.

Idosos, jovens e crianças acomodam-se nos bancos desconfortáveis e, sem nenhuma segurança, durante a viagem estão sujeitos à poeira, ao sol e aos balanços do carro pelas estradas, que nem sempre estão em boas condições.

Devido ao porte do município, que é o terceiro maior do Sertão em número de habitantes – atrás apenas de Delmiro Gouveia e Santana do Ipanema –, a feira livre de São José da Tapera reflete também o crescimento de seu comércio.

Let’s block ads! (Why?)

fonte: Correio Notícia


Continua depois da Publicidade

Bombando