Connect with us

Cidades

Gestor também garantiu enquadramento ao piso nacional do magistério aos docentes que estão fora, com retroativo de janeiro O prefeito de Penedo, Marcius Beltrão (PDT), anunciou nesta quarta-feira, 28, durante entrevista a uma rádio local, o reajuste salarial dos professores. Além do aumento, o gestor também garantiu o enquadramento ao piso nacional do magistério, para os professores que estão abaixo, com retroativo de janeiro. O aumento será pago já a partir de julho, com 3%. “Estamos administrando Penedo com austeridade, diante da crise. Desta forma, os frutos estão surgindo. Além de pagarmos os salários atrasados da gestão passada, vamos reajustar os salários dos professores em 7,64%. A primeira parcela de 3% em julho e o restante até setembro”, explicou. Durante a entrevista, Marcius Beltrão também adiantou que até setembro, vai enquadrar os professores que estão abaixo do piso nacional do magistério. Com retroativo ao mês de janeiro de 2017. “Gradativamente, vamos evoluir o reajuste salarial para as demais categorias de servidores. Isso já está definido na nova estrutura administrativa, onde todos os servidores efetivos serão beneficiados”, conclui o prefeito de Penedo, Marcius Beltrão.

Published

on

untitled O conselheiro em Dependência Química, Marcelo Soares, ministrou palestra  na manhã desta quarta-feira (28) no CAPS de Rio Largo sobre dependência química, seus malefícios físico, mental e espiritual a partir do uso de drogas lícitas e ilícitas e o tratamento.  O momento serviu para explicações sobre os sinais demonstrados por aqueles que estão em contato com a droga e houve um momento de musicoterapia, umas das formas de tratamento.


Continua depois da Publicidade

“Muitas vezes a família tem dificuldade de perceber os sinais no comportamento, na alimentação e na procura por autoajuda, importante para que o problema não se agrave. Como a dependência química é uma doença progressiva e alguns usuários têm predisposição a desenvolvê-la, estacionar é o melhor caminho”, explicou o conselheiro.

De acordo com o secretário de Saúde do município, Eduardo Gonçalves, é muito importante reforçar para o usuário e sua família, os mecanismos de estabilização da dependência química. “Mesmo não havendo regeneração, pode ser feita a parada da progressão da doença e essas orientações são importantes para a mudança de vida do dependente químico, assim como mostrá-lo os meios de sua reestruturação na sociedade”, completou Eduardo Gonçalves.

fonte: AMA – Associação dos Municípios Alagoanos


Continua depois da Publicidade

Bombando