Connect with us

Cidades

Gestores discutem indicadores de saúde e elegem vice-presidentes regionais do Cosems

Published

on

Secretários e coordenadores da Atenção Básica e Vigilância em Saúde participam na próxima segunda-feira (27), a partir das 8h, da 1ª Assembleia Geral Extraordinária sobre o assunto

 

DSC03274Secretários municipais e coordenadores da Atenção Básica e Vigilância em Saúde participam, das 8h às 14h da próxima segunda-feira (27), da 1ª Assembleia Geral Extraordinária de 2017 no auditório do Conselho Regional de Medicina de Alagoas (Cremal). Na ocasião, além da apresentação dos indicadores de saúde de 2016 e a projeção para 2017 a 2021, será realizada a eleição dos vice-presidentes das dez regiões de Saúde e dos três membros titulares e três suplentes do Conselho Fiscal, vinculados ao Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Alagoas (Cosems).

A presidente do Conselho, Normanda Santiago, ressaltou que a avaliação dos indicadores de saúde é importante para as gestões, considerando que assumiram as pastas em janeiro último, sendo uma oportunidade para conhecer melhor o processo de pactuação e o que os indicadores representam para os municípios alagoanos. “Os gestores precisam discuti-los com as suas equipes, já que os indicadores medem a qualidade dos serviços de saúde prestada aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS)”, reforçou.


Continua depois da Publicidade

O objetivo do evento é demonstrar aos gestores e técnicos maneiras de melhorar os serviços e as ações de vigilância em Saúde e Atenção Primária. “O Programa de Qualificação das Ações de Vigilância em Saúde (PQA-VS) é uma estratégia que está inserida no bloco da Vigilância em Saúde do governo federal, também para fomentar os municípios à melhoria da estrutura e execução de suas atividades”, afirmou a presidente do Cosems. Outro ponto relevante da Assembleia, disse ela, é a eleição dos vice-presidentes regionais, já que eles vão representar o Conselho nos fóruns da Comissão Intergestores Regional (CIR).

O gerente de Informação e Análise da Situação da Saúde, da Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas (Sesau), Herbert Charles Barros, vai apresentar a partir das 10h a Avaliação dos Indicadores de Saúde de 2016, seguida da discussão técnica com a plenária. Ele vai apresentar ainda os Indicadores de pactuação para o período de 2017-2021, ocasião em que será definido o cronograma de oficinas para estas pactuações.

De acordo com ele, a pactuação dos indicadores significa o compromisso dos gestores em avançar nas ações da saúde pública, já que precisam ser medidos, avaliados e analisados de forma rotineira. “Os gestores firmam o compromisso e observam se as ações pontuadas estão sendo executadas. Cabe a eles observarem se, ao longo do tempo, o que foi planejado está surtindo o efeito esperado. A ideia é fazer intervenções quando necessário e até trocar de estratégia para que a ação seja executada da melhor forma possível”.

A gerente de Vigilância de Doenças Transmissíveis da Sesau, Danielle Castanha, vai fazer uma apresentação sobre o Incentivo Financeiro para o Fortalecimento da Vigilância em Saúde (Invig) e PQA-VS.

 

ASCOM COSEMS

fonte: AMA – Associação dos Municípios Alagoanos


Continua depois da Publicidade

Bombando