Connect with us

Geral

Governador do RS defende revisão de alíquotas para militares

Published

on

Governadores participam de reunião em São Paulo

Governadores participam de reunião em São Paulo
ALOISIO MAURICIO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO – 27/04/2019

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), defendeu neste sábado (27) que seja revista a proposta do governo federal de vincular a aposentadoria dos militares estaduais à dos militares federais, durante as discussões para alterações das regras do sistema previdenciário brasileiro.

Leia também: Governadores do Sul e Sudeste são contra saída da reforma


Continua depois da Publicidade

Para Leite, o principal problema está nas alíquotas. A proposta prevê que as alíquotas dos militares sejam elevadas progressivamente de 7,5% para 10,5%. No entanto, alguns Estados, como o Rio Grande do Sul, cobram alíquotas de 14%. Nesses casos, portanto, a mudança proposta representaria uma diminuição de receita.

“Essa associação (entre militares estaduais e federais) precisa ser feita sem comprometer as contas dos Estados. Na fórmula que se apresenta, poderia significar uma redução das alíquotas estaduais, o que não faria sentido no quadro atual das finanças estaduais”, explicou o tucano, que governa um dos Estados com situação fiscal mais crítica.

A declaração de Leite foi dada antes de participar de encontro com governadores do Sul e do Sudeste, ocorrido em São Paulo, no Palácio dos Bandeirantes.

Além de Leite e do anfitrião João Doria, governador de São Paulo participaram da reunião os governadores de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), e de Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL). Os Estados do Rio de Janeiro e do Paraná foram representados pelos vice-governadores Cláudio Castro (PSC) e Darsi Piana (PSD), respectivamente.

Source: R7


Continua depois da Publicidade

Bombando