Connect with us

Geral

Governo colocou em prática 46% das metas prometidas para os 100 dias

Published

on

Ministérios vão apresentar balanço de ações dos 100 primeiros dias de governo

Ministérios vão apresentar balanço de ações dos 100 primeiros dias de governo
Ana Volpe/Agência Senado

O governo federal entregou cerca de metade das metas prometidas para os 100 dias de governo até esta quarta-feira (10), véspera de se encerrar o prazo estipulado. Levantamento do R7 mostra que 19 das 35 ações (46% do total) haviam sido concretizadas com antecedência.

Outra parte das ações ficou pronta para ser apresentada apenas nesta quinta-feira (11), durante uma cerimônia em que os ministérios farão um balanço dos 100 primeiros dias de Jair Bolsonaro à frente do Executivo.

Veja a seguir o que cada pasta conseguiu entregar nos últimas semanas.

Ministério da Agricultura

Meta: ampliar para dois anos o prazo de validade das DAP (Declarações de Aptidão) do Pronaf (Programa Nacional da Agricultura Familiar). Garantir a continuidade do acesso a milhões de pequenos produtores a políticas de promoção da agricultura familiar.

Conclusão: a portaria foi publicada em 31 de março no Diário Oficial da União. A DAP funciona como carteira de identidade do agricultor familiar e dá acesso as linhas de crédito rural do Pronaf, aos programas de compras institucionais, como a PAA (Aquisição de Alimentos) e o de PNAE (Alimentação Escolar), além da Ater (Assistência Técnica e Extensão), o Programa Garantia Safra e o Seguro da Agricultura Familiar, além de outras 15 políticas públicas.

 

 

 

 

Ministério da Infraestrutura

Doze aeroportos foram repassados à iniciativa privada

Doze aeroportos foram repassados à iniciativa privada
Divulgação

 

 

 

 

Meta: privatizações no setor de transportes. Ampliar investimentos na malha ferroviária e modernizar e ampliar a infraestrutura aeroportuária de 12 aeroportos. Leiloar 10 terminais portuários para ampliar a capacidade de armazenagem e movimentação de granéis líquidos combustíveis.

Conclusão: o governo federal realizou um leilão de 12 aeroportos — no Nordeste, Sudeste e Centro-Oeste — no dia 15 de março, com recebimento de R$ 2,3 bilhões de outorga e investimentos de R$ 3,5 bilhões ao longo de 30 anos. Também foram feitos dois leilões de terminais portuários, no Pará, Paraíba e Espírito Santo. A arrecadação foi superior a R$ 465 milhões.

Advocacia-Geral da União

Meta: Ampliar a arrecadação ao implementar instrumentos facilitadores de pagamento de débitos com a União.

Conclusão: A AGU disponibiliza a ferramenta desde 4 de abril em seu site. No portal, devedores da União, das autarquias e das fundações públicas federais, cujos débitos estejam sob responsabilidade da Procuradoria-Geral da União ou da Procuradoria-Geral Federal, podem consultar seus débitos, solicitar o parcelamento e efetuar o pagamento perante as referidas entidades de forma virtual.

Corregedoria-Geral da União

Meta: criar regras e critérios para ocupação de cargos de confiança no governo federal.

Conclusão: o decreto nº 9.727/2019 foi publicado no Diário Oficial da União no dia 15 de março e estabelece os critérios, o perfil profissional e os procedimentos gerais a serem observados para a ocupação dos cargos em comissão do Grupo-Direção e Assessoramento Superiores (DAS) e das Funções Comissionadas do Poder Executivo.

Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos

Meta: Implementar ações de conscientização e disseminação de informações visando a prevenção da automutilação e do suicídio de crianças, adolescentes e jovens.

Conclusão: uma portaria publicada no Diário Oficial da União, em 21 de março, criou o Grupo de Trabalho de Valorização da Vida e Prevenção da Violência Autoprovocada por Crianças, Adolescentes e Jovens. O ministério também firmou um convênio com assembleias estaduais para promover eventos que abordem o tema.

Ministério da Justiça e Segurança Pública

Meta: decreto da facilitação da posse de armas.

Conclusão: no dia 15 de janeiro, Bolsonaro assinou um decreto que flexibiliza as regras para quem queira comprar uma arma de fogo.

Meta: projeto de lei que aumenta a eficácia do combate ao crime violento e à corrupção.

Conclusão: o ministro Sérgio Moro enviou o texto à Câmara no dia 4 de fevereiro, mas a tramitação ainda não começou por causa do andamento da reforma da Previdência.

Ministério do Meio Ambiente

Meta: Plano Nacional de Combate ao Lixo no Mar. Consolidar diagnósticos, reavaliar indicadores de qualidade ambiental, definir valores de referência e estabelecer diretrizes no âmbito de uma agenda nacional de qualidade ambiental urbana.


Continua depois da Publicidade

Conclusão: ministério lançou o plano no dia 22 de março, acompanhado de um diagnóstico da situação e um plano de ação. Em 27 de março, o ministro assinou uma portaria formalizando a criação do plano.

 

 

 

 

 

Ministério da Economia

Ministério da Economia cumpriu 4 das 5 metas

Ministério da Economia cumpriu 4 das 5 metas
Geraldo Magela/Agência Senado

 

 

 

 

 

Meta: extinguir de 21 mil cargos comissionados e funções gratificadas.

Conclusão: o decreto foi assinado em 14 de março e prevê economia de R$ 195 milhões por ano. Inicialmente, 6.587 postos já estavam vagos). A partir de 30 de abril, outras 2.000 gratificações serão extintas; e a partir de 31 de julho, 12.412 funções gratificadas.

Meta: combate às fraudes nos benefícios do INSS.

Conclusão: o governo publicou em 18 de janeiro a medida provisória 871, que institui o Programa Especial para Análise de Benefícios com Indícios de Irregularidade, o Programa de Revisão de Benefícios por Incapacidade, o Bônus de Desempenho Institucional por Análise de Benefícios com Indícios de Irregularidade do Monitoramento Operacional de Benefícios e o Bônus de Desempenho Institucional por Perícia Médica em Benefícios por Incapacidade. No fim de março, o governo já havia bloqueado 529 mil benefícios por falta de prova de vida.

Meta: Sine Aberto – abrir os cadastros de desempregados para empresas privadas do setor de recrutamento.

Conclusão: a Secretaria de Políticas Públicas para o Emprego lançou o “Novo Sine” em 29 de março. São compartilhadas com as empresas informações profissionais e acadêmicas dos desempregados, mas não dados pessoais.

Meta: vinculação da autorização de concursos públicos à adoção de medidas de eficiência administrativa.

Conclusão: o decreto nº 9739/2019, publicado no Diário Oficial da União em 29 de março, estabelece que a partir de 1º de junho de 2019, o Ministério da Economia somente analisará os pedidos de novos concursos de órgãos da administração que fizerem uma avaliação criteriosa das suas necessidades e comprovarem que implantaram medidas de eficiência administrativa.

 

 

 

 

 

Ministério da Saúde

Portaria acrescenta nova vacina à rede do SUS

Portaria acrescenta nova vacina à rede do SUS
Rovena Rosa/Agência Brasil

 

 

 

 

 

Meta: imunizar as pessoas para manter a erradicação de diversos agravos atualmente controlados. Aumento da cobertura vacinal para as seguintes vacinas: pentavalente, poliomielite, pneumocócica, tríplice viral D1 e febre amarela.

Conclusão: o plano ainda está em andamento, mas teve início em março, após a publicação de uma portaria que determina a incorporação da vacina pneumocócica conjugada 13-valente contra doenças pneumocócicas em pacientes de risco no Sistema Único de Saúde.

O Ministério da Saúde diz que “pretende ainda encaminhar medidas importantes ao Congresso Nacional, como a exigência do certificado de vacinação, não impeditiva, de ingresso na escola e no serviço militar”.

 

 

 

 

 

Ministério de Minas e Energia

Leilão do pré-sal acontecerá em outubro

Leilão do pré-sal acontecerá em outubro
Divulgação/Petrobras

 

 

 

 

 

 

Meta: obter aprovação pelo CNPE (Conselho Nacional de Política Energética) para a revisão do contrato de cessão onerosa e dos parâmetros técnicos e econômicos da licitação de área do pré-sal, prevista para o terceiro trimestre de 2019.

Conclusão: a resolução nº 2 do CNPE foi publicada em 7 de março e estabelece diretrizes para a realização da rodada de licitações sob o regime de partilha de produção para os volumes excedentes aos contratados no regime de cessão onerosa. O leilão deve acontecer no dia 28 de outubro.

Ministério da Cidadania

Meta: 13º benefício do Bolsa Família.

Conclusão: o ministro da Cidadania, Osmar Terra, anunciou que o governo já tem dinheiro disponível (R$ 2,6 bilhões) e que o pagamento será feito no fim do ano. No entanto, com esse valor extra para os beneficiários, o Bolsa Família não terá reajuste neste ano.

 

 

 

 

 

Secretaria de Governo da Presidência da República

EBC tem passado por processo de restruturação

EBC tem passado por processo de restruturação
EBC

 

 

 

 

 

 

Meta: restruturar a EBC (Empresa Brasil de Comunicação).

Conclusão: o governo implantou medidas para reduzir as despesas da EBC em cerca de R$ 130 milhões.

Estão incluídas demissões e cortes de custos operacionais. A Segov também afirmou que está revendo contratos de publicidade, comunicação e pesquisa de opinião.

Source: R7


Continua depois da Publicidade

Bombando