Connect with us

Cidades

Mais de 2 mil pessoas já garantiram presença na Marcha; AMA confirma participação de alagoanos

Published

on

A 20º edição do maior evento municipalista em número de autoridades políticas, a Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, será um grande momento de união entre os gestores municipais, que buscam superar a crise instalada país.

Mais de 2 mil pessoas já se inscreveram para o evento. A recomendação da Confederação Nacional de Municípios (CNM) é que as inscrições sejam feitas previamente para melhor organização. A CNM lembra ainda que aqueles que efetuarem o pagamento até o dia 20 de abril terão desconto na taxa de inscrição do evento. Além de evitar filas nos dias do encontro.

Todos os gestores municipais podem se inscrever previamente por meio do hotsite do evento www.marcha.cnm.org.br. No primeiro dia de atividades, 15 de maio, na parte da tarde, é só se dirigir ao guiché de homologados para receber o crachá e o material.

Há 20 anos com presença garantida, a Associação dos Municípios Alagoanos confirmou presença em mais uma Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, evento organizado pela Confederação Nacional de Municípios, que este ano acontece entre os dias 15 e 18 de maio.

O presidente da AMA, Hugo Wanderley, afirmou a importância do evento para discutir pautas importantes como o subfinanciamento dos programas federais. “A AMA há 20 anos participa da Marcha e esse ano estará mais uma vez defendendo a pauta municipalista”, afirmou.

Na convocação para o evento, a Confederação lembra que este ano será marcado pela discussão das reformas, como a previdenciária, a trabalhista e a tributária. Diante desse cenário, torna-se ainda mais importante que os gestores fiquem atentos e se unam em busca de conquistas para o movimento municipalista.


Continua depois da Publicidade

“É sempre importante lembrar que a Marcha é um espaço de lutas para definir e alertar autoridades do Executivo, do Congresso Nacional e do Judiciário sobre temas que permitam a conquista de autonomia pelo Ente Município, além de mostrar ao cidadão os caminhos que os gestores municipais defendem como solução para enfrentar e vencer a crise que a todos atinge”, aponta Paulo Ziulkoski, presidente da CNM, na convocação.

“Como prefeito de primeiro mantado, a Marcha é essencial para conhecimento e aprofundamento da luta municipalista. Precisamos nos unir e reivindicar”, afirmou o prefeito Ramon Camilo, de Dois Riachos, que garantiu presença no evento.

A prefeita Pauline Pereira, de Campo Alegre, está no segundo mandato e também já está inscrita na XX Marcha a Brasília em Defesa. “A Marcha é o maior evento político com o número de autoridades presentes. Por isso, precisamos aproveitar o momento para lutar por questões específicas do movimento”, afirmou a prefeita.

Pauta

Entre outros pontos essenciais ao equilíbrio das administrações locais, a Confederação, junto às entidades estaduais e microrregionais, defende o “encontro de contas” entre governo federal e Municípios, a redução do custeio das máquinas públicas e os recursos financeiros condizentes com as competências estabelecidas pelo pacto federativo.

No Congresso, destacam-se os projetos que tratam dos resíduos sólidos, da repatriação, da derrubada do veto à matéria do Imposto sobre Serviços (ISS), além da mudança no critério de reajuste do Piso Nacional do Magistério Público.

 

Com informações CNM

fonte: AMA – Associação dos Municípios Alagoanos


Continua depois da Publicidade

Bombando