Connect with us

Geral

Marinho defende reforma na íntegra e diz que não se discute aprovação

Published

on

O secretário especial de Previdência, Rogério Marinho

O secretário especial de Previdência, Rogério Marinho
FÁBIO VIEIRA/FOTORUA/ESTADÃO CONTEÚDO

O secretário especial de Trabalho e Previdência do Ministério da Economia, Rogério Marinho, disse nesta quinta-feira (2) que defenderá na íntegra a Proposta de Emenda à Constituição da reforma da Previdência para honrar a assinatura que o presidente Jair Bolsonaro colocou no texto ao enviá-lo ao Congresso Nacional.

Veja também: Como a Reforma da Previdência deve afetar as mulheres?

Em entrevista ao lado da líder do governo no Congresso, deputada Joice Hasselmann (PSL-SP), Marinho também disse que atualmente não se discute mais se a reforma será aprovada, mas sim qual o tamanho da proposta que será aprovada.


Continua depois da Publicidade

Marinho afirmou ainda que o governo terá a oportunidade de defender o texto encaminhado durante a discussão da PEC na comissão especial que irá analisá-lo na Câmara dos Deputados.

Economia

O governo federal espera que a reforma da Previdência gere economia de até R$ 1,236 trilhão em 10 anos.

Passo a passo da reforma

A proposta de reforma da Previdência já foi aprovada na CCJ (Comissão de Constituição, Cidadania e Justiça) da Câmara dos Deputados. Ela será analisada agora na comissão especial da Câmara. O próximo passo, caso aprovada, é seguir para a Câmara dos Deputados, onde será votada por todos os parlamentares.

O texto será submetido a dois turnos de discussão e votação na Casa, sendo que precisa de três quintos dos votos dos deputados — 308 votos, em votação nominal.

No Senado, a proposta será analisada pela CCJ da Casa e pelo plenário. São necessários 49 votos para que a reforma seja aprovada.

Se o Senado aprovar a proposta recebida da Câmara integralmente, o texto será promulgado em seguida pelo Congresso Nacional, tornando-se uma emenda à Constituição. Se houver mudanças, a proposta volta para as Casas para ser reanalisada.

Source: R7


Continua depois da Publicidade

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bombando