Connect with us

Cidades

Ministro da Educação anuncia R$ 12 milhões para municípios

Published

on

IMG_4757O ministro da Educação, Mendonça Filho, anunciou a verba R$ 18 milhões para reconstrução e reparo de escolas nos 27 municípios alagoanos que decretaram situação de emergência por causa das fortes chuvas que atingiram o estado. Deste valor, R$12 milhões serão destinados para as unidades escolares municipais e R$6 para o estado. O anúncio foi feito hoje (08), em solenidade no Palácio República dos Palmares.

O prefeito de Pilar, Renato Rezende Filho, representou a Associação dos Municípios Alagoanos (AMA) no evento e destacou a importância de agir com rapidez durante o período escolar para não prejudicar o calendário letivo.

A verba será disponibilizada via PAR (Plano de Ações Articuladas). Os municípios e o Estado devem se cadastrar e enviar relatório comprovando o problema estrutural de cada unidade educacional, além do orçamento para o reparo. “Se fossemos esperar as demandas dos munícipios iria demorar muito, por isso, resolvemos disponibilizar uma verba fixa via PAR para reestruturar as escolas”, afirmou o Ministro.

Inicialmente, o Estado ficaria com 12 milhões e os municípios 6, mas após verificar que existem mais escolas municipais que estão em situação vulnerável, o Ministro Mendonça inverteu os valores. O governador Renan Filho agradeceu a atenção do Governo Federal com Alagoas e falou que agora é a hora de dar assistência as famílias que foram atingidas pela forte chuva.

Pela rede estadual, treze escolas foram atingidas, dentre elas, Rosa Maria Paulino da Fonseca, em Marechal Deodoro, Oliveira e Silva, no Pilar, e Silveira Camerino, em Maceió. A Undime-AL [União dos Dirigentes Municipais de Educação] de Alagoas, já fez o levantamento das escolas das redes municipais atingidas e enviou ao Ministério da Educação (Mec).

Na última semana, técnicos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), estiveram em Alagoas para fazer o levantamento dos estragos causados nas unidades de ensino municipais, estaduais e federais.

O prefeito Renato teve sua fala sobre a polêmica dos números de desabrigados reforçada pelo pronunciamento do prefeito de Marechal Deodoro, Cacau. Ambos declararam que apenas a agilidade do trabalho em equipe entre municípios e estado permitiu a redução no número de desalojados. Em Marechal, por exemplo, 13 escolas serviram de abrigo para mais de 3 mil pessoas, hoje são apenas 6 escolas para 55 famílias.

“Nenhum prefeito fez corpo mole para receber verba federal. Todos trabalharam de forma árdua para resolver os problemas das cidades. Em Pilar não há indícios da cheia a não ser pela marca da água nas casas. Mas, nós gestores, ainda somos responsáveis por aquelas famílias que voltaram para casa e não tem mais nenhum eletrodoméstico para cozinhar. Também somos responsáveis pelas centenas de pescadores que não podem pescar”, afirmou o prefeito Renato.


Continua depois da Publicidade

IMG_4725
IMG_4737
IMG_4749
IMG_4757
IMG_4779
IMG_4805
IMG_4861
IMG_4893
IMG_4899
IMG_4904
IMG_4908
IMG_4942
IMG_4972
IMG_4988
IMG_5013
IMG_5021

 

fonte: AMA – Associação dos Municípios Alagoanos


Continua depois da Publicidade

Bombando