Connect with us

Cidades

Para rever possíveis “vícios” de processo, Câmara de Joaquim Gomes suspende CPIs

Published

on

Na sessão realizada ontem, quarta-feira (11), a Câmara de Vereadores de Joaquim Gomes contou com plenário completo, ou seja, nenhum dos 11 vereadores ficou ausente. No final do mês de outubro, a Casa de Luiz Aguiar Pessoa abriu duas CPIs, uma para investigar possíveis irregularidades nos gastos dos precatórios do antigo FUNDEF, que foi destinado para reforma de escolas, e, gastos relacionados ao combate a pandemia do novo coronavírus.

Proposta pelo Vereador Nelciano Bento, o plenário decibiu por suspender a abertura das comissões, porque não atenderam naquela oportunidade, o quorum mínimo para preencher a formação das comissões, alertou o parlamentar em seu requerimento. Nelciano alegou ainda que uma CPI neste momento poderia “atrapalhar” o desenvolvimento do município, a oposição por sua vez rebateu.


Continua depois da Publicidade

“Não podemos achar pensar que a abertura de uma CPI pode atrapalhar o munípio, nós fomos eleitos justamente para isso, para fiscalizar, uma CPI não atrapalha, ela é um instrumento de fiscalização, por isso não concordo com as palavras do vereador Nelciano”, disse a Vereadora Rita do Araçá, que forma oposição com Doutor Diogo e Alisson David, que discursaram no mesmo sentido.

O Presidente da Câmara, Ednaldo Antônio destacou que a abertura das comissões, do jeito que estavam, poderiam futuramente sofrer ações judiciais desfavoráveis a Câmara, justamente pelos “erros” que foram descobertos antes de dar prosseguimento aos trâmites. Ednaldo ainda tranquilizou a todos destacando que a Câmara não vai deixar de cumprir seu papel fiscalizador só pelo fato de não ter aberto as CPIs neste momento.

Doutor Diogo, lamentou a não abertura da CPI, ele também por sua vez rechaçou o discurso do Verador Nelciano onde sem mencionar diretamente o colega parlamentar, o mesmo declarou que um vereador tem que fiscalizar, e, não ser “assessor do prefeito”.


Continua depois da Publicidade

Bombando