Connect with us

Cidades

PF apreende em AL mídias digitais e documentos pela Operação Lava Jato

Published

on

Foto: Reprodução/Internet

Foto: Reprodução/Internet

Agentes da Polícia Federal (PF) cumpriram dois mandados de busca e apreensão em Maceió, nesta terça-feira (21), e apreenderam documentos e equipamentos eletrônicos. A ação faz parte da nova fase da Operação Lava Jato, que também fez buscas em Pernambuco, Brasília, Bahia e Rio de Janeiro. Foram 14 mandados com base na delação premiada da empreiteira Odebrecht.

De acordo com o superintendente da PF em Alagoas, Bernardo Gonçalves, as buscas aconteceram no bairro da Pajuçara, sendo um em uma residência e outro em um estabelecimento comercial.

Foram apreendidos documentos, HDs, pen drives, smartphones e outras mídias digitais. “O material aprendido será encaminhado para a Superintendência da Polícia Federal em Brasília”, afirma Gonçalves.

De acordo com informações da superintendência em Brasília, os alvos da operação no estado são pessoas ligadas ao senador Renan Calheiros (PMDB-AL). O parlamentar, no entanto, não é alvo de mandados. Ele ainda não se manifestou sobre a operação.


Continua depois da Publicidade

O superintendente em Alagoas ressalta que não houve buscas na casa de nenhum político. “Não houve apreensão na residência de nenhum detentor de mandato eletivo. A gente foi responsável apenas pela execução e estamos impedidos de fornecer qualquer detalhe sobre as investigações”, informou.

12 policiais federais participaram das buscas no estado.

A operação desta terça é a sétima fase da Lava Jato no âmbito do Supremo Tribunal Federal (STF), que investiga pessoas citadas na operação com foro privilegiado. Esta etapa foi batiza pelos investigadores de “Satélites”.

Segundo a Procuradoria-Geral da República, o objetivo da operação é investigar indícios dos crimes de corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro. A PGR alegou que não pode divulgar mais detalhes dos mandados porque “os termos de depoimentos estão em segredo de Justiça”.

Let’s block ads! (Why?)

fonte: Correio Notícia


Continua depois da Publicidade

Bombando