Connect with us

Geral

Polícia italiana prende capitã de navio de resgate de imigrantes

Published

on

Carola Rackete foi retirada de embarcação por policiais

Carola Rackete foi retirada de embarcação por policiais
Guglielmo Mangiapane/Reuters

LAMPEDUSA, Itália (Reuters) – A polícia italiana prendeu neste sábado (29) a capitã alemã de um navio de resgate de migrantes que está no centro de uma disputa com o governo da Itália, depois que a embarcação atracou no porto da ilha de Lampedusa.

A embarcação Sea-Watch 3, de bandeira holandesa e operada pela instituição beneficente alemã Sea-Watch, ficou no mar por mais de duas semanas com 40 africanos resgatados a bordo.

Após aguardar em águas internacionais por um convite da Itália ou de outro país da União Europeia em aceitação ao navio, a capitã Carola Rackete decidiu nesta semana rumar para a ilha de Lampedusa, no sul da Itália, mas foi bloqueada por embarcações do governo italiano.


Continua depois da Publicidade

Imagens ao vivo de TV mostraram a alemã de 31 anos sendo retirada do Sea Watch 3 por policiais alfandegários e levada de carro em meio a aplausos das pessoas que se aglomeraram no local.

Leia mais: Espanha substitui Itália como maior destino de imigração para Europa

Ela foi presa por “resistir a um navio de guerra”, acusação que, de acordo com reportagens da mídia local, pode resultar em uma pena de 10 anos de prisão.

O ministro do Interior italiano, Matteo Salvini, que possui uma postura dura em relação aos navios de resgate de migrantes, disse anteriormente que somente permitiria que Rackete atracasse quando outros países da UE concordassem em asilar de imediato os refugiados a bordo do navio.

Ele disse que o Sea Watch 3 não teve permissão para atracar, colocando em risco a polícia alfandegária ao espremer uma de suas lanchas, que tentava impedir o atracamento.

Source: R7


Continua depois da Publicidade

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bombando