Connect with us

Cidades

Por conta de acidentes e mortes na BR-101, indígenas wassu cocal devem protestar nesta segunda

Published

on

Indígenas que habitam na aldeia Wassu Cocal, município de Joaquim Gomes marcaram para esta segunda-feira, 19, um protesto contra a falta de sinalização em um trecho não duplicado da BR-101 norte, que corta as terras indígenas.

Vários acidentes com mortes estão acontecendo neste trecho, em especial, no trecho que compreende a entrada da antiga Usina Agrisa, local onde funciona uma conversão das pistas duplicadas e não duplicadas.


Continua depois da Publicidade

“Devido a essa não sinalização do local, já houve mais de 10 mortes em acidentes. Já foi feita reunião com o DNIT há 90 dias. Na ocasião, eles prometeram em 30 dias efetuar a sinalização. Na última quinta-feira, houve esse acidente que vitimou uma pessoa. Foi a gota d’água. Eles (moradores) vão fechar e só vão abrir com uma definição”, disse Carlos Omena, chefe de posto da Fundação Nacional do Índio e representante do povo indígena.

O protesto desta segunda-feira também coincide com o Dia do Índio, data de extrema importância, comemorada todos os anos pelos povos indígenas brasileiros.


Continua depois da Publicidade

Bombando